COMUNICADO À IMPRENSA

Contacto:
João Pedro de Magalhães
FUNDP. URBC. Rue de Bruxelles, 61.
B-5000 Namur. Bélgica.
Telefone: unavailable online
Telemóvel: not available online
Fax: unavailable online
http://jp.senescence.info/contact.php
http://jp.senescence.info/thoughts/

Cientista Português Prevê o Fim da Privacidade nas Próximas Décadas

Namur, Bélgica - 23/10/02 - Um cientista Português sugere na edição de Novembro-Dezembro da revista Americana The Futurist que uma diminuição da privacidade é inevitável nas próximas décadas como a única forma de evitar terrorismo envolvendo armas de destruição maciça. João Pedro de Magalhães, microbiólogo na Universidade de Namur na Bélgica, nota que o progresso tecnológico tem gradualmente aumentado o poder de destruição acessível a indivíduos ou pequenos grupos. À medida que a Ciência continua a desenvolver armas de destruição cada vez mais poderosas e, acima de tudo, mais fáceis de construir, a única forma da civilização sobreviver é controlar as acções de cada indivíduo e, como tal, a privacidade está destinada a desaparecer.

A teoria do cientista Português baseia-se na tendência que as armas têm de ser cada vez mais destruidoras e mais acessíveis. Desde há várias décadas que a humanidade tem a capacidade de se auto-destruir através de armas nucleares. No entanto, a construção de armas nucleares envolve materiais, nomeadamente isótopos radioactivos, relativamente difíceis de obter. A questão que o cientista Português coloca é que novas tecnologias, como a nanotecnologia ou a inteligência artificial, podem tornar a construção de armas de destruição maciça numa tarefa rotineira e acessível a qualquer grupo terrorista ou assassino em série.

Um exemplo é a nanotecnologia, ou manipulação molecular, na qual países como a China ou os Estados Unidos investem centenas de milhões de dólares todos os anos. Actualmente, a nanotecnologia já existe nas células de todos os organismos vivos: proteínas como enzimas são verdadeiras máquinas a um nível molecular; nanomáquinas capazes de realizar uma prodigiosa variedade de reacções químicas. Da mesma forma que, por exemplo, a enzima catalase consegue transformar peróxido de hidrogénio em água e oxigénio, cientistas esperam num futuro próximo, segundo alguns dentro dos próximos vinte anos, construir nanomáquinas para realizar uma variedade de novas funções. Apesar de a nanotecnologia poder levar a um inimaginável progresso, também irá levar ao desenvolvimento de armas de destruição maciça fáceis de construir. A nuvem cinzenta, proposta por Ralph Merkle, é só um exemplo: a ideia é construir uma enzima que transforme o dióxido de carbono atmosférico em grafite. Se esta enzima tiver capacidade de se auto-replicar, como uma bactéria, os cálculos indicam que em 48 horas a terra seria coberta por uma nuvem sólida de grafite que bloquearia o sol e destruiria a civilização. Como, ao contrário de armas nucleares, a nanotecnologia não é limitada por isótopos mas apenas pelo conhecimento, poderemos chegar a um cenário onde uma só pessoa inteligente tenha o poder de destruir a humanidade.

Quando não conseguirmos controlar a proliferação de armas de destruição maciça, a única opção é controlar os potenciais utilizadores dessas armas. A privacidade está destinada a desaparecer nestas circunstancias uma vez que a civilização não pode permitir, num extremo hipotético, toda a gente ter o poder para destruir toda a gente. Isto significa também que o poder vai ficar cada vez mais concentrado. À medida que a violência se tornar mais destruidora, os homens poderosos do mundo terão a tentação de diminuir as liberdades civis e tentar controlar cada vez mais o indivíduo. Apesar de não ser tentador, é este o futuro previsto por João Pedro de Magalhães um jovem microbiólogo originário do Porto a fazer o Doutoramento em biologia do envelhecimento na Universidade de Namur na Bélgica.

Para mais informações: http://jp.senescence.info/thoughts/
Para obter o artigo contactar a World Futurist Society: http://www.wfs.org/futcontnd02.htm (The Futurist, November-December, páginas 41-45).
Contacto: http://jp.senescence.info/contact.php
Telefone: unavailable online

# # #


Thank you for visiting my website. Please feel free to contact me if you have any questions, ideas, comments or suggestions.

Copyright © 2002 by João Pedro de Magalhães. All rights reserved.